Legenda: Imagem de um GPS

Compensa ter um rastreador no caminhão? Quais são os motivos para se investir no sistema de rastreamento de caminhões e quais são os modelos disponíveis no mercado? Nosso post de hoje traz as vantagens de usar a tecnologia de rastreamento. O rastreador de caminhão é um dispositivo que pode ser uma ferramenta essencial no dia a dia de um caminhoneiro. Continue a leitura e saiba mais.

Rastreador: o que é?

Um rastreador é, hoje, uma ferramenta tecnológica que permite o controle do veículo, e a sua localização geográfica. Quando usado por transportadoras, o rastreamento de caminhões, integrado ao sistema de expedição de mercadorias, permite o controle mais eficiente da rota, traçando novas prioridades, levantando informações da carga e auxiliando na administração da rotina de entrega. Além disso, é possível também ter os dados dos funcionários envolvidos na entrega e informações sobre os produtos e itens transportados. No entanto, quando utilizado por um caminhoneiro, o rastreamento é mais objetivo, sendo utilizado, geralmente, em situações criminais, como no roubo do veículo, por exemplo.

Quais os tipos de rastreador?

  • Via radiofrequência (RF): Não é um sistema de localização muito preciso, dependendo de estruturas que façam a triangulação do sinal emitido pelo veículo, aspecto que permitirá a posição espacial pretendida.
  • Via sistema de posicionamento global (GPS): Ao utilizar satélites, o sistema é mais preciso, sendo, hoje, uma ferramenta mais viável e popular.

Funcionalidades do rastreador

  • Emissão de alarmes: Em casos de emergência, o sistema de rastreamento de caminhões envia notificações, ou faz ligações, alertando sobre possíveis problemas, possibilitando, assim, uma melhor resposta do sistema de segurança da transportadora e, também, do serviço de segurança pública.
  • Indicação de falhas: A ferramenta permite um melhor controle do veículo, sinalizando, para a transportadora, que um veículo parado por muito tempo pode ser um indício de defeito mecânico, que a porta de carga está aberta e, ainda, que o veículo desviou da rota programada.
  • Dados e métricas operacionais: O sistema permite que se faça uma análise do tempo de motor ligado, consumo de combustível, horário de rodagem, excesso de velocidade, tempo e quantidade de paradas e, por fim, rotas alternativas utilizadas, facilitando, desse modo, no futuro, melhores decisões operacionais.

Motivos para se investir no sistema de rastreamento

  • Preservação dos veículos: Ao ter as métricas e dados operacionais do veículo, é possível programar melhor as manutenções, conservando o caminhão e preservando o seu funcionamento.
  • Acompanhamento dos processos: Saber a localização do veículo permite um melhor acompanhamento do processo de transporte. Desse modo, tem-se uma redução de custos, melhor comunicação entre motorista e gestor, otimização da rotina e segurança do serviço de transporte.
  • Acompanhamento da carga em tempo real: Nesse caso, é possível saber a localização do veículo e da carga, otimizando, assim, a rotina de entregas e a produtividade da empresa.
  • Custos do seguro automotivo: A existência de um rastreador possibilita, em alguns casos, a redução do valor cobrado pelo seguro, o que já é uma grande economia.
  • Interação com os clientes: O sistema de rastreamento oferece uma comodidade para os clientes, uma vez que eles podem acompanhar as etapas do processo de entrega.

Desse modo, a presença de um sistema de rastreamento de caminhões é vantajosa para as  empresas de transporte e traz mais segurança para o processo de entrega de cargas. Saber analisar os dados do rastreador, buscando otimizar as rotinas e a logística do transporte, é, portanto, uma etapa essencial para o sucesso do caminhoneiro e das transportadoras.

Compartilhe este texto com seus amigos!