Ei? Você que está nos lendo, sabe como fazer nó de caminhoneiro? Veio aqui buscar uma nova técnica ou aprimorar o que você tem feito?!

Essa habilidade era exigência fundamental há um tempinho atras para quem quisesse se aventurar na profissão. Requisito básico para ser caminhoneiro. Até por que sabemos que os motoristas são alguns dos principais atores do transporte de cargas em nosso país. Atualmente, existem milhares de caminhoneiros, e é preciso assegurar que somente aqueles que sejam responsáveis e bem-treinados executem essa tarefa, para que suas cargas especiais não sofram danos e sejam expostas a riscos desnecessários.

O nó de caminhoneiro sempre ajuda muito na hora em que o trabalhador tenha que levar algum tipo de carga para determinado local. É uma técnica muito antiga mas bastante usado por pessoas que moram no interior, ou em qualquer lugar onde as coisas devam ser levadas de um lado para o outro em cima de um caminhão. É interessante como o nó de caminhoneiro seja tão eficiente, pois além de fornecer os melhores resultados em relação as necessidades das pessoas, é um ato muito utilizado na amarração de cargas ou no estiramento de cabos que necessitam grande pressão.

Crédito de Imagem / Arte Guilherme Cipriani

Como fazer nó de caminhoneiro?

Para muitos é fácil de fazer e consegue-se uma ótima amarração. Com pouca força muscular se tem um excelente resultado. O importante é garantir que a carga chegue ao destino programado, intacta. E claro, que seja prático para desfazer o nó.

O nó de caminhoneiro, ou nó carioca, é feito por um tipo de alça no seio do cabo que é utilizada para aplicar força, ou seja, algo que fornece o suporte na hora em que for apertar o produto a ser amarrado. O nós não se desfaz e pelo contrário, ele se torna ainda mais forte. É um jeito muito eficiente de se fazer uma amarração seja onde quer que for.

“Quando se puxa a corda é como se usasse uma polia para triplicar a força”.

Observe na imagem acima, que a corda que estica é uma das três cordas que exercem pressão para baixo. Usando o varal fixo como auxílio, é preciso fazer cerca de “1 força para cada 3 forças” que a corda que vai amarrar o caminhão fizer. E o melhor é que o nó permanece apertado durante toda a viagem!

Normas para amarração de cargas. Fique atento:

A Resolução 552 do Contran mudou as regras para amarração de cargas. A resolução proíbe o uso de cordas e determina que os itens transportados sejam presos com cintas têxteis, correntes ou cabos de aço. Em 2017, a norma passou a valer para veículos que fossem fabricados a partir daquele ano. Em janeiro de 2018, a resolução passou a abranger os demais veículos em circulação.

Ou seja, as cordas possuem uma função secundária: a amarração de lonas.

Motoristas flagrados desrespeitando essa norma são orientados de como deve ser feito o transporte adequado e recebem uma multa de R$ 195. A infração é considerada grave, com 5 pontos na CNH.

Você caminhoneiro que já aderiu ao sistema modernizado, sabe da praticidade do kit com cintos e catracas. Ele dará toda a segurança necessária para sua carga. Clique aqui e adquira o seu!

Compartilhe este texto com seus amigos!